O que é o Inbound Marketing que está virando o Marketing do avesso

por abr 8, 20200 Comentários

Os anúncios nas TVs, revistas e rádios ocorrem da mesma forma há mais de 100 anos. Do mesmo jeito, as empresas continuam investindo fortunas em campanhas e não conseguem saber se valeu a pena ou não. E, para complicar, nos últimos anos a atenção dos usuários é cada vez mais reduzida. Nesse caos surgiu uma nova abordagem, o Inbound Marketing. Mas o que ela traz para mudar esse cenário complicado?

TVs, jornais e rádios já não controlam a comunicação com as pessoas

inbound-marketing-tvSe você voltasse no tempo, digamos uns 15 anos atrás, você veria pessoas assistindo a programação da TV e do rádio com muito mais atenção. Noticiários da noite eram a principal fonte de informação para muita gente e o restante da programação, a grande diversão para a maioria dos lares.

Voltamos para 2013. As pessoas hoje recebem mais informações pelos jornais on-line, mídias sociais e e-mail que pela TV. Em mercados avançados, é muito comum a utilização de múltiplos dispositivos enquanto a programação ocorre na TV. Aqui no Brasil também começamos a ver isso: pessoas que estão no smartphone ou tablet enquanto a TV está ligada.

Números são essenciais para verificar como o mundo está mudando. Em 2019, o mundo online ultrapassou o offline, segundo estudo da Kenshoo, e até 2023, o online será 2/3 do gasto em publicidade.

Só que o maior erro que das empresas é tentar fazer no mundo digital o que fazem no tradicional: usar a interrupção para empurrar suas mensagens.

Para a nossa sorte, uma revolução começou. E, como cliente, fico muito feliz.

Como o Inbound Marketing começou – Marketing de Permissão

Cansado de ver resultados baixos em campanhas de marketing tradicional que consumiam fortunas para interromper as pessoas no que elas estão fazendo, Seth Godin resolveu olhar para o outro lado. Em 1999, lançou o livro Permission Marketing, o Marketing de Permissão, no qual pregava que a maneira certa de uma empresa se comunicar com o seus clientes não é com uma comunicação inconveniente maciça, mas com a oferta de algo que atraísse os clientes e desse a eles a oportunidade de interagir com a sua marca.

Mas o que é essa interrupção? É fácil explicar. Sabe aquela hora no filme, que tudo parece conspirar contra o herói? Ou a que você está embalado com duas músicas no rádio? Que tudo o que você queria era continuar no clima? De repente vem uma propaganda. De sabão. De carro. De banco. Isso é a interrupção.

Interrupção é uma prática que remonta ao século XIX, mas que continua nos atormentando o tempo todo. Em grandes cidades recebemos mais de 5000 anúncios por dia e nos desligamos de quase todos. Autores como Claude Hopkins já trabalhavam pesado com anúncios no começo do século XX.

Hoje o Seth é conhecido como um dos maiores gurus do marketing mundial, levando empresas a mudar suas estratégias de marketing para estabelecer um relacionamento longo e duradouro com seus clientes.

Inbound Marketing – fazendo um marketing que agrada a todos

 

marketing-de-permissaoO Inbound Marketing é a implementação digital do Marketing de Permissão. Seguindo a mesma abordagem das empresas que se aventuraram na permissão, os atuais líderes da Internet também tem um foco intenso nos seus clientes.

Blogs de empresas como a HubSpot, ou Wordstream, atraem multidões todos os meses. Estamos falando de centenas de milhares de visitantes ávidos por conteúdo. Que querem e-books para solucionar seus problemas. Que querem artigos de blogs com as dicas que precisavam. Que querem infográficos com estatísticas para suas análises.

Quando essas pessoas encontram o que procuram, seu relacionamento muda. Ao invés de olhar a empresa apenas como um fornecedor, passa a olhar como alguém que pode ajudar a conquistar algo. E isso é o sentido real de parceria.

Como funciona o Inbound Marketing?

O Inbound Marketing começa com a criação de conteúdo, relevante e original, para alguém. Esse estranho, que normalmente está na web, navegando, tem um interesse em algo. Basta você fornecer para conseguir capturá-lo.

A metodologia da Indiga segue muito o Inbound Marketing, e é composta de 3 blocos: atração de clientes para o seu site, incentivo para a tomada de ação esperada e a comunicação para aumentar as vendas para os mesmo clientes.

Atraindo clientes 

Fazer alguém achar seu site é a primeira etapa. Aqui, as abordagens sérias começam analisando profundamente seu cliente. Quem é, o que compra, do que gosta. Com isso, prepara-se um conjunto de atividades específicas para cada segmento: blog, e-books, mídias sociais e muito mais.

Não há uma única para todos os casos, mas uma combinação de ferramentas para cada tipo de visitante. Escolher entre facebook ou LinkedIn, quantidade de vezes que os artigos são publicados, e por aí vai.

Quando seu material é encontrado, o seu site deve estar pronto para capturá-los.

Fazendo com que se conectem.

Assim que o usuário chega ao seu site, ele deve encontrar uma página que mostre rapidamente o que ele procura. Se ele quer o e-book, que haja um link direto para ele. Se for para um artigo de blog, que ele encontre o assunto pelo título.

Mantenha seu site limpo, com uma estrutura de navegação simples e eficiente. Os usuários não podem ter que clicar mais que duas vezes para achar o conteúdo que buscam. De preferência, um conteúdo por página.

Coloque os botões de call-to-action em todas as páginas, menos nas landing pages. Redirecione-os para um e-book, ou seminário web, e ao invés de cobrar, peça o e-mail. Esse e-mail, quando bem administrado, é a fonte para clientes fiéis e satisfeitos. Ao invés de mandar ofertas, envie conteúdo. Mostre que você é diferente do resto, que é alguém que vale a pena manter um relacionamento.

Dicas para ter um site adequado para o Inbound Marketing

Dentre as centenas de regras para um site, recomendamos:

  • Usar fontes e diagramação modernas: se o seu site tem o visual de um site do começo da década passada, usando textos centralizados, fontes antigas, e o pior, não está preparado para smartphones, isso passa uma má impressão rapidamente. Em menos de um segundo o usuário define a opinião sobre a sua página;
  • Layout limpo, facilitando a leitura: excessos visuais atrapalham muito. Mesmo que o seu trabalho seja com imagens, ou produtos de moda, coloque poucas imagens em uma mesma página. Estudos feitos com heatmaps mostram que os usuários tem a sua atenção atraída por imagens, deixando de prestar atenção no que você quer mostrar;
  • Se for uma página para oferecer um e-book, uma Landing Page, que ela seja construída especialmente. Veja mais no nosso artigo;
  • Coloque botões de tomada de ação no site, os call-to-action. Faça com que sejam visualmente atrativos, com cores contrastantes.

Voltando a comprar

É um erro perder a comunicação com clientes que já compraram. Esses têm um custo muito menor que um novo e contribuem para aumentar a margem de seus produtos.

Fazendo um fluxo automático de e-mails, bem segmentado, você conseguirá manter-se na cabeça deles por muito tempo. E, quando descobrir quais e-mails são mais eficientes para incentivar a compra, terá um custo próximo de zero para vender muito mais.

O Segredo da geração de leads para empresas B2B

Conseguir novas vendas para empresas B2B é complicado. Indicações de novos clientes, os famosos leads de vendas, que deveriam ser fruto das atividades de prospecção de vendas, geralmente são obtidas de forma paga. É comum o comércio de leads de vendas no mundo, e no Brasil, também. Mas custa caro, e é péssimo ter a suas vendas atreladas apenas à um fornecedor.

Nessas horas bate um desespero e começam as atividades SPAM. Bombardear centenas de milhares de clientes com SPAMs é ineficaz e traz sérios prejuízos para sua marca. Fazer anúncios no Google, sem otimizar seu site e experiência, é perder dinheiro.

Se você quer montar uma fonte segura para gerar leads ao longo do tempo, use o Inbound Marketing e monte a sua geração própria de leads. 

E você, já começou a implantar o Inbound Marketing na sua empresa?

Abraços,

Caetano

Ebook 9 Regras para vender bem na Internet

Guia de Anúncios na Internet

Curtiu?

Compartilhe nas mídias sociais.